Em termos de acesso aos seus recursos e serviços, a Plataforma Aquarius pretende estabelecer dois componentes principais, um de uso externo e outro interno ao governo. Ambos utilizam os dados do Diretório de Dados Abertos Aquarius, preparados para uso e acesso pelo governo e pela sociedade.

Para o governo, os dados da Plataforma Aquarius são insumos à construção de painéis de conhecimento para apoiar a gestão estratégica de informação e as ações de governança pública. Essa dimensão da plataforma tem por objetivo apoiar os gestores públicos no exercício de suas funções em nível tático e estratégico, respeitando o nível operacional registrado nas fontes de informação recebidas pela Arquitetura Aquarius. Essas fontes são obtidas por acordos institucionais entre os diversos órgãos de governo relacionados à área de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Para a sociedade, os dados abertos da Plataforma Aquarius podem servir tanto para uso direto por parte de interessados (ex.: jornalistas e pesquisadores) como de desenvolvedores que desejam criar novos serviços de informação com base nos dados disponibilizados (como no caso dos desenvolvedores de dados abertos). Desse modo, a arquitetura da Plataforma Aquarius permite sua expansão com limites estabelecidos pelos dados que disponibiliza e pela criatividade e empenho empreendedor da sociedade.

Arquitetura da Plataforma Aquarius

Os principais elementos da Arquitetura da Plataforma Aquarius são:

A – Fontes de informação de organizações públicas ligadas a CT&I

Representam dados oriundos das operações das diversas organizações no sistema nacional de CT&I. Sua adesão à Plataforma Aquarius depende de acordos institucionais e de seu uso na ontologia e nos serviços previstos para apoio à governança pública ofertados pela Plataforma Aquarius.

B – Diretório de dados Abertos Aquarius

Neste repositório estão os dados e os metadados da Plataforma Aquarius, gerados a partir da definição da ontologia e da preparação dos dados operacionais recebidos para produzir serviços e informações de apoio à governança pública em CT&I. O diretório de dados abertos serve tanto à produção de painéis de conhecimento para uso interno do governo como para disponibilização de dados à sociedade.

C – Painéis de conhecimento da Plataforma Aquarius

Consiste em um conjunto de painéis que dão acesso a sistemas de informação e de conhecimento desenvolvidos para dar apoio ao administrador público em ações de governança pública em CT&I.

D – Uso pela sociedade

A partir do acesso ao Diretório de Dados Abertos, diferentes atores da sociedade poderão usar os dados e metadados da Plataforma Aquarius para diversos fins, como a realização de análises para produção de matérias jornalísticas, estudos científicos, além da criação de serviços de informação específicos ou de uso geral para a sociedade.

Para cumprir com seus objetivos, a Arquitetura da Plataforma Aquarius tem fundamentos nos seguintes elementos conceituais, metodológicos e tecnológicos:

  1. Governança Pública;
  2. Governo Eletrônico;
  3. Governo Aberto;
  4. Ontologia; e
  5. Interoperabilidade.

Arquitetura conceitual da Plataforma Aquarius